• 17 3542-1944
  • 17 8225-5719

CÓDIGO:    SENHA:

  • Página inicial
  • Fale conosco
  • Enquete
  • Webmail
Praça Dr. Euclydes Cardoso Castilho , 117, - Centro - Novo Horizonte/SP - (17) 3542-1944

Matéria do Jornal ACI-NH 06/02/2021

RECEBEU ALGUM LINK NO WHATSAPP? CUIDADO! PODE SER GOLPE

                          Sabe aquele link no WhatsApp ou e-mail que você recebeu com uma oferta tentadora?

                         Se parecer muito bom pra ser verdade, cuidado, pois pode ser golpe. Ao clicar no link, você corre o risco de ter seus dados capturados ou pagar por um produto ou serviço que nunca irá receber.

                         Então, confira abaixo algumas dicas de como ficar esperto pra evitar dores de cabeça futuras e o que fazer caso clique em um desses links suspeitos.

                         Milhares de vítimas diariamente

                         Golpes pelo WhatsApp são mais comuns do que se imagina. De acordo com levantamento da PSafe, laboratório especializado em segurança digital, mais de 473 mil brasileiros foram vítimas de golpes envolvendo o principal serviço de mensagens apenas em setembro de 2020. São, em média, mais de 15 mil brasileiros por dia que caem nestes golpes.

                         Links no WhatsApp desconhecidos

                         Assim, se você não quiser fazer parte desta estatística, não abra o link mesmo se quem te enviou é alguém do seu relacionamento. Alguns links no WhatsApp e e-mail são criados para que seu aparelho seja contaminado por malwares e, assim, te direcionar para páginas de phishing. Estas páginas são construídas para coletar seus dados, que poderão ser usados em golpes de compras.

                         Cuidado especial com links encurtados. Eles costumam levar para sites falsos ou mesmo réplicas de sites oficiais.

                         Verifique o site do link

                         Se mesmo sabendo dos riscos você ficar tentado a conferir a promoção descrita no link no WhatsApp ou no e-mail, procure saber sobre o site. Pesquise o nome daquela loja na internet, pra ver se aquela promoção ou produto existe e se custa aquele preço mesmo.

                         Outra dica é, com o nome do site, consultar a lista “Evite estes sites”, organizadas pelos Procons, para saber se algum consumidor já o denunciou por não entrega de produtos. Se o site estiver lá, corre que é cilada!

                         Também pode te ajudar a não cair numa furada consultar o site Registro.BR, na seção “Whois”. Lá você saberá quem registrou o site. Se for pessoa física, desconfie.

                         Não informe os dados de seu cartão de crédito

                         Se você fez os procedimentos anteriores e não encontrou nada que traga suspeite o site, ainda assim tome outros cuidados.

                         Só pra exemplificar, as empresas de boa reputação dificilmente vendem produtos com preços muito abaixo do normal. Aquela velha máxima: se parece bom demais pra ser verdade, é porque é mesmo.

                         Sabendo disso, não forneça os dados do seu cartão de crédito. Com eles em mãos, os criminosos podem fazer compras para você pagar.

                         Registros e senhas

                         Fazer login em qualquer site via Facebook não é muito recomendado por especialistas em segurança na internet. Conforme eles dizem, o site obtém acesso parcial aos seus dados registrados no Facebook.

                         Se você entrar num site criado por criminosos com login pelo Facebook, dará permissão para eles a chegarem a seus dados.

                         Assim sendo, nunca permita que sites e navegadores salvem suas senhas, especialmente quando estiver usando computadores ou dispositivos públicos.

                         Antivírus funciona?

                         Sim, mas não é 100% garantido se você não toma cuidado e clica em qualquer coisa. No celular, o antivírus só bloqueia URLs perigosas já cadastradas.

                         Só que os links que você recebe provavelmente ainda não vão estar cadastrados no seu antivírus. Sem contar que, normalmente, são links de captura de suas informações e não vírus propriamente ditos, então podem passar batidos pelo antivírus.

                         Portanto, se você insistir em abrir o link (algo muito frequente), o antivírus nada poderá fazer.

                         Caiu no golpe? E agora?

                         Se seus dados foram capturados e usados para compras, terá de falar com a operadora do seu cartão de crédito avisando sobre o golpe. Pode ser ou não que consiga cancelar a compra a tempo.

                         Agora, se você passou seus dados bancários e senhas, assim que perceber que foi enganado, procure a sua instituição financeira para mudar todos os seus acessos.

                         É importantíssimo registrar Boletim de Ocorrência numa delegacia virtual, informando todos os dados do golpe, o valor, qual o banco e relatar tudo que aconteceu.

                         Mas seguindo as dicas que passamos você diminui muito a chance de cair nesses golpes. Fique alerta!

 

 



<< Voltar

PUBLICIDADES

CLIMA
Impostometro

Acesse www.impostometro.com.br e veja as arrecadações por estado ou município.

  • 17 3542-1944
  • 17 8225-5719
Associação Comercial e Industrial de Novo Horizonte
Praça Dr. Euclydes Cardoso Castilho , 117 - Centro - Novo Horizonte/SP
aci.novohorizonte@gmail.com

Desenvolvido por SOPHUS TECNOLOGIA